Acontece

  • Myrna Sou Eu TEATRO POEIRA Myrna Sou Eu 06 de abril a 25 de maio Nelson Rodrigues sempre dizia que, se as pessoas falassem o que fazem entre quatro paredes, ninguém nunca mais se cumprimentaria. Por muitos anos, Nelson escreveu crônicas no Correio da Manhã assinando como Myrna. Nelas, tentava falar direto aos corações femininos e suas dilacerantes(e eternas) dúvidas. Daí nasceu Myrna Sou Eu, um monólogo, ora engraçado, ora comovente, onde Myrna responde às perguntas que suas ouvintes fazem no programa de rádioConsultório Sentimental.
  • Caranguejo Overdrive TEATRO POEIRINHA Caranguejo Overdrive 04 de março a 01 de maio Caranguejo Overdrive trata-se de uma peça musical que narra a história da antiga região do mangue da cidade do Rio de Janeiro, e cuja a sonoridade é inspirada na estética do movimento manguebeat.
  • TRADUZIR SHAKESPEARE com GERALDO CARNEIRO TEATRO POEIRA TRADUZIR SHAKESPEARE com GERALDO CARNEIRO 05 a 27 de abril Na sua oficina, TRADUZIR SHAKESPEARE, Geraldo Carneiro partirá de uma pergunta central: como se constrói o texto shakespeariano? Ao mesmo tempo, pretende trabalhar sobre a recorrência de certos temas, como o poder, o amor, o tempo e a conciliação. Ele falará do seu processo nas traduções que fez de peças de Shakespeare: A tempestade, As you like it, Trabalhos de amor perdido, Antonio e Cleópatra, Romeu e Julieta e Rei Lear.
  • AMOR TEATRO POEIRINHA AMOR 05 a 29 de maio "Denise Milfont realiza uma performance na qual compartilha com o público o livro de André Sant'Anna. O relato profano traz personagens e mitos pop acumulados no imaginário coletivo, num formato que nos remete ao fluxo de notícias do mundo de hoje. Em cena, a atriz é acompanhada dos músicos Alexandre Fenerich (eletroacústico), Fred Fonseca (baixo), Robert Anthony (guitarra), Yago Franco (flauta), além de músicos convidados."
  • Estamira TEATRO POEIRA Estamira 31 de Março a 29 de Maio Uma catadora de lixo, doente mental crônica, com uma percepção do mundo surpreendente e devastadora. O pano de fundo da história é o lixão, porta pela qual adentramos o universo de Estamira. Lá são encontradas cartas, memórias, histórias que não conseguimos jogar fora.

Teatro

  • TEATRO POEIRA O TEATRO POEIRA

    O teatro Poeira, se apresenta como uma nova casa de espetáculos para a cidade do Rio de Janeiro, mas deseja também ser outra "praça" (do latim plattea, rua larga) para o encontro de artistas que queiram discutir e estudar cada vez mais as novas circunstâncias do teatro e suas novas possibilidades. Para isso, o Poeira criou programas de estudos, de troca de experiências, de criação e pesquisa, estimulando os movimentos comprometidos com a busca incessante de um teatro vivo.

  • TEATRO POEIRINHA O TEATRO POEIRINHA

    Seis anos atrás, quando abriram o Poeira, já participaram ativamente da grande reforma por que passou o espaço, um galpão com uma fachada de 1927. Desde então, paqueravam o prédio ao lado, onde funcionava uma oficina mecânica. Há três anos, conseguiram comprá-lo e, de lá para cá, vinham utilizando-o de forma experimental para ensaios e oficinas. Há quatro meses, decidiram dar vida nova ao espaço.

Telefone: 21 2537.8053 | E-mail:teatropoeira@teatropoeira.com.br

ENDEREÇO: Rua São João Batista, 104 . Botafogo . Rio de Janeiro . RJ . CEP: 22270-030